IMG_6643

Uma má administração no futebol pode ser extremamente danosa aos cofres do clube. O dirigente tem a caneta, o dinheiro não é dele e por vezes faz contratações necessárias, mas com investimentos fora da realidade financeira da instituição.

Guilherme, Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel são jogadores com alguma utilidade, porém os valores da negociação espantam.

Veja quanto custou em reais cada um:

Guilherme – 5,7 milhões

Giovanni Augusto – 13 milhões

Marquinhos Gabriel – 11 milhões

IMG_6646

Os três juntos custaram quase 30 milhões de reais. Com a saída do volante Cristian do grupo, Guilherme ainda recebe o maior salário dos jogadores em atividade: 380 mil mensais. Giovanni é um dos primeiros da lista também: 320 mil. Só ganha menos que o goleiro campeão do mundo Cássio – 350. Marquinhos Gabriel ganha 250 mil por mês.

Mas além dos gastos excessivos da direção do clube, o que não é exclusividade do Corinthians, existe uma questão técnica que precisa ser respeitada. Claramente Fábio Carille tirou esses jogadores do time e apostou na garotada, além de montar um sistema com Jadson e Rodriguinho responsáveis pela armação. Colocou Romero de titular devido ao seu compromisso tático – coisa que os 3 citados acima não tem com a mesma intensidade.

IMG_6644

O problema é que o Corinthians hoje possui um time. Precisa de grupo. E esses jogadores que nunca foram destaques absolutos de suas equipes, podem contribuir como alternativas. Mas precisam jogar, serem orientados, com oportunidades para absorverem a filosofia atual.

Não acho jogadores desprezíveis como alguns pintam. Acredito que exista falta de comprometimento, mas isso é solucionável. Pelo menos deveria com atletas desse nível e quando valores assim estão envolvidos.